Pitri Paksha – a reverência aos antepassados

In: Assuntos Gerais

16 set 2014

Pitri Paksha

A reverência aos antepassados

David Frawley

www.vedanet.com

Pitri-Pakesha

De 09 a 23 de Setembro de 2014

Este é um artigo escrito pelo nosso amigo e grande Sábio do conhecimento védico David Frawley- Vamadeva Shastri, sob a necessidade de darmos atenção àquelas pessoas queridas que já faleceram, por meio de nosso amor e rogando a Luz divina sobre eles, sem ter que invoca-los ou nos comunicarmos com eles. Detalhes sobre os ingredientes utilizados no ritual são de importância secundária. O importante é o samkalpa (a intenção) e o Shraddha (fervor)

Dr. Ruguê

www.suddha.net

 

Este é o momento de honrar nossos antepassados ??e colaborar com as almas que partiram deste mundo, através da gratidão, das orações e dos rituais sagrados.

As tradições védicas antigas explicam que um indivíduo nasce com três principais responsabilidades ou deveres dhármicos. O dever para com os Seres Divinos ou Devatas é chamado de “Deva-rin”. O dever para com os Sábios e Gurus, que é chamado de “Rishi-rin”. O terceiro dever é para com os pais e antepassados ??e é chamado de “Pitri-rin”.

Honrar e assumir a responsabilidade por suas ações dhármicas durante o Pitri Paksha é um momento muito auspicioso. Esta quinzena de culto aos ancestrais não é nada mais do que uma recordação dos deveres e responsabilidades para com os nossos antepassados ??e professores de quem se aprendeu a sabedoria e a graça.

Segundo os Vedas, devemos mostrar gratidão para com aqueles que contribuíram para o nosso bem-estar e sabedoria na presente vida, através de nossos professores, orientadores, pais e parentes. As observâncias do Pitru Paksha vão pavimentar o caminho para o fluxo de gratidão para com as inúmeras almas que trouxeram amor, luz e felicidade em nossas vidas através da oração, meditação, mantras e propiciações.

A quinzena obscura (período que vai da Lua Cheia até a Lua Nova) do mês lunar Hindu Bhadrapada é chamado de quinzena dedicada aos Pitris ou Pitri Paksha que é um momento no qual somos lembrados de que nada é permanente neste mundo. Nossa jornada samsárica mundana deve procurar a razão mais profunda para esta vida e trabalhar no sentido de desdobrar uma maior sabedoria através da graça de nossos antepassados. Embora a energia dos nossos antepassados ??e das almas que partiram estejam mais presentes em todas as luas minguante e luas novas, em particular, é este mês Bhadrapada que é mais forte, talvez refletindo a energia decrescente da estação do outono (do hemisfério norte)

O Amavasya ou noite escura deste Pitri Paksha é o momento mais auspicioso para adorar o Pitris ou antepassados ??falecidos e almas que partiram. O ritual de shraadha realizada durante este Sarvapitri Amavasya para iluminar os antepassados ??também abre caminho para o nosso sucesso na vida, ajudando-nos a superar os obstáculos e remover dívidas cármicas. É um momento importante para o esclarecimento psicológico e cura emocional; liberando a dor associada com nossos parentes e entes queridos que não estão mais aqui.

Neste momento é útil oferecer alimentos e fazer seva (serviço devocional) para os eruditos ou sacerdotes brâmanes, promover a educação para os menos afortunados ou mesmo promover o bem estar das crianças. O termo Shraadh tem origem da palavra sânscrita shraddha ou profunda fé. Os rituais shraadh devem ser executados para os antepassados ??com profunda gratidão por nos dar a nossa experiência de vida.

O destino do Jivatman ou alma930356539503_0_bg

Na maioria das vezes, os nossos antepassados ??são incapazes de experimentar a libertação devido a desejos não realizados, que os mantém ligado à terra em algum grau. Especialmente as almas que sofrem morte súbita devido a acidentes, suicídio ou doenças inesperadas ficam presos à Terra nas regiões inferiores e são incapazes de seguir em frente com os planos mais elevados após a morte, como seria normal. Os rituais de shraadh ajudam a alma comum e perturbada com a morte a se mover para cima, para os reinos mais elevados. Se alguém em sua família teve uma vida ou morte conturbada essa pessoa pode estar, especialmente, necessitada destes rituais, além de serem benéficos para todas as almas que partiram.

Durante os dias de shraadh, que propiciam e honram os nossos antepassados ??e as almas que partiram para ajuda-las na transição para sua próxima encarnação. Nossos antigos Rishis não só honraram a alma durante a vida, mas também entenderam a importância de honrar o aspecto desencarnado da alma. Antepassados ??que partiram ainda estão ligados a nós e tanto eles quanto nós podemos nos beneficiar honrando essa ligação com rituais e orações.

Assim como a alma vivente tem certos poderes, a alma que partiu continua a deter poderes excepcionais, incluindo a capacidade de ver o futuro. Os espíritos dos mortos e almas dos antepassados ??precisam de apoio contínuo e orações por eles em sua evolução posterior. A alma que partiu por sua vez detém poderes místicos, que continuam a afetar a nossa vida em vários níveis, ajudando-nos a compreender as energias sutis e as forças ocultas por trás de nossa vida exterior, particularmente nos alertando quanto aos perigos imprevistos que possam estar se aproximando de nós.

Durante essas ofertas de oração e mantra japa aos nossos antepassados??, podemos ganhar experiências espirituais. Deve-se reconhecer a experiência, mas não se apegue a ela; a chave é seguir em frente no caminho de nossa sádhana.

dattadreya-wallpaper-5_20100928_1515296166

Shri Dattareya

Shri Dattatreya é o Guru Interno Universal, o Guru de todos os gurus, que sustenta a energia combinada da grande trindade hindu Shiva, Vishnu e Brahma. Ele nasceu do Sabio  Atri e de sua dedicada esposa Anusuya. Shri Dattatreya carrega toda a sabedoria da vida e da natureza e a derrama sobre nós para o nosso crescimento espiritual interior e bem-estar. Ele é o dissipador de todo o medo que restringe nosso crescimento espiritual. Ele nos concede a graça e a bem-aventurança divina.

Oferendas sagradas do Pitri Paksha

O Naivedya ou sagrado alimento é oferecido ao Devata ou divindade e aos Pitris. O Devasthana ou lugar para o Devata ou divindade deve ser santificado colocando lá um Murti (ídolo) ou imagem da Divindade. Em particular, uma imagem de Shri Dattatreya deve ser mantida naquele espaço sagrado. Fazendo oferendas sagradas ou Tarpanam de Akshata ou grãos inteiros de arroz, cevada, sementes de gergelim preto, mel, black gram (um tipo de leguminosa), amla, romã, melão, o capim darbha, flores perfumadas brancas e água para trazer paz às energias dos antepassados. Para o propósito de shraadh para os Pitris, o capim darbhadeve ser oferecido juntamente com a sua raiz.

Manter uma planta ou folhas de Tulasi (Ocimum sanctum) com as oferendas para mitigar os possíveis distúrbios ou negatividade das almas dos mortos. Tulasi tem qualidades sagradas para purificar a atmosfera e para a gerar sattva profundo. Alimente os pássaros e as aves.

Para pacificar os Pitris devemos reverenciar Shri Dattatreya com três malas de 108 repetições de um dos três mantras abaixo para Shri Dattareya. Se alguém está passando por muitos distúrbios relacionados com as almas que partiram é preciso cantar nove malas de mantras Shri Dattâtreya. Antes de cantar, oferecemos duas varetas de incenso e sete flores brancas.

 

Jai Sree Gurudev Datta

Om Namah draam Dattatreyaaya

 

Om Datttreya vidmahe

Digambaraaya dhiimahi

Tanno Datta pracodayaat

 

Om Digambaraaya vidmahe

Yogishwaraaya dhiimahi

Tanno Datta pracodayaat

2 Responses to Pitri Paksha – a reverência aos antepassados

Avatar

Fátima

outubro 4th, 2014 at 01:27

Dr Ruguê,
Gostaria de lhe solicitar,se possível, material de leitura sobre o uso da Cúrcuma Longa em tratamento adjuvante do câncer.Sou médica,estou em tratamento de metástases hepáticas de Ca de Rim,após nefrectomia total e 4 hepatectomias,há pouco mais de 3 anos.Iniciei hoje a usar cápsulas de Cúrcuma Longa na posologia de 350 mg ,3x/dia e gostaria de saber sua experiência e ler artigos sobre esse uso.
muito obrigada1

Avatar

Andreia Siika-aho

abril 6th, 2015 at 06:51

Caro Dr. Ruguê, acabo de conhecer o vaidya indiano que estará no seu ashram para consultas em junho próximo e a minha família tem interesse em consultas com ele. Gostaria de saber como entrar em contato com o seu ashram para marcar. O vaidya me disse que seria por meio da sua assistente, Cristina Serafim.

Meu pai vive me Araxá e meu irmão, em Brasília, portanto seria ideal marcar consultas nestes dois locais, quando o vaidya passar por lá.

Peço que envie suas informações de contato.

O senhor também dá consultas e faz diagnóstico de pulso?

Obrigada,

Andréia

Comment Form

Blog do Dr. Ruguê

Subhamastu sarva jagatam - que todos os seres sejam felizes! Seja bemvindo a este espaço de textos e comentários sobre a extraordinária Ciência Védica (Yoga Brahma Vidya), Ayurveda, Yoga, métodos naturais de cura, nossa experiência e o trabalho realizado pelos cientistas e professores aos quais estamos associados em vários países, nossas viagens de estudos e de trabalho e toda a beleza desse Caminho de Plenitude.

Photostream